ABAS

IAH

Você está em: HOME > Notícias

ABAS News

Estudo revela que a alta concentração de fósforo nas águas está relacionada com ocupação urbana

Danielle Jordan / AmbienteBrasil

Uma pesquisa realizada por Claudia Maria Gomes de Quevedo, em sua tese de mestrado, revelou que as altas concentrações de fósforo em bacias hidrográficas, como a do Tietê, em São Paulo, podem estar relacionadas com o nível de ocupação urbana.

Diversos fatores como liberação de efluentes pelas indústrias, lançamento de esgoto e utilização de fertilizantes em áreas rurais contribuem com o aumento desse nutriente e aceleram o processo de eutrofização das águas.

A pesquisadora avaliou as características do rio Tietê e as formas de uso e ocupação da bacia. Segundo o estudo, as concentrações de fósforo neste rio, na região metropolitana, são muito mais altas se comparados às regiões agrícolas.

Segundo Quevedo, “as concentrações de fósforo verificadas ao longo dos anos nas águas do Tietê são mais expressivas em áreas fortemente povoadas provavelmente devido ao esgoto doméstico, especialmente pelo uso de detergentes e saponáceos. Nas regiões menos urbanizadas da bacia e com intensa atividade agrícola, a concentração do nutriente nas águas diminui notoriamente”.

O trabalho foi orientado pelo professor Wanderley da Silva Paganini, da Faculdade de Saúde Pública (FSP) da Universidade de São Paulo, USP.

*Com informações da USP.



Notícia publicada em 09/03/2010.








Copyright © - ABAS - Associação Brasileira de Águas Subterrâneas