ABAS

IAH

Você está em: HOME > Notícias

ABAS News

Coca-Cola Brasil apresenta sua plataforma de sustentabilidade

Viva Positivamente é o jeito Coca-Cola de promover o desenvolvimento  sustentável e de falar a respeito dele  

Nova campanha corporativa vai compartilhar com a sociedade os indicadores de sustentabilidade do Sistema Coca-Cola Brasil, e como a organização pretende continuar avançando e se aprimorando Água, energia, reciclagem e inclusão social são alguns dos temas tratados pela política mundial representada por Viva Positivamente

A Coca-Cola Brasil começa a apresentar esta semana, o jeito Coca-Cola de ser uma organização sustentável e de falar a respeito do assunto, compartilhando valores que norteiam a sua atuação e também buscando inspirar os consumidores a serem sustentáveis no seu dia-a-dia. Viva Positivamente é muito mais que uma campanha: trata-se de uma plataforma que reúne os princípios, valores e áreas de atuação prioritárias para que a operação do Sistema Coca-Cola Brasil continue avançando para permitir o crescimento de forma sustentável. Essa plataforma inclui sólidos compromissos de caráter ambiental, social e econômico, tanto inerentes à própria operação, como a redução do consumo de água e de fontes não renováveis de energia, quanto externos, como uma efetiva contribuição para redução da evasão escolar do ensino público fundamental.

Viva Positivamente também faz um convite aos consumidores para compartilhar de sua visão positiva da vida, em uma convergência de esforços para o desenvolvimento sustentável. O primeiro passo para instigar o comportamento transformador nos consumidores será dado com o lançamento da campanha Viva Positivamente, com peças de mídia impressa e na internet. Criada pela agência DPZ, a comunicação propõe a reflexão, sugerindo às pessoas atitudes como ?perguntar sempre se é possível ser melhor, mais simples, mais responsável?; ?acreditar na comunidade, na vontade e na sustentabilidade? e ?pensar que o copo pela metade pode estar 50% cheio?. A linha argumentativa se complementa apresentando ?o jeito Coca-Cola de viver positivamente?, com informações que mostram como a empresa tem buscado preservar o planeta em suas operações, com reciclagem de mais de 4 milhões de quilos de embalagens, iniciativas para preservação dos recursos hídricos, que colocaram a Coca-Cola Brasil entre as mais eficientes nesse quesito no mundo, e uso de biodiesel na frota de caminhões, além do sucesso do programa de redução de evasão escolar, que já beneficiou 23 mil estudantes. ?Viva Positivamente é uma ampla plataforma que sintetiza a forma Coca-Cola Brasil de ser, fazer e comunicar sustentabilidade. É a consolidação de uma série de iniciativas que a nossa organização já promove há anos na gestão da sua operação e em projetos ambientais e de educação, por exemplo, mas que agora, sob um guarda-chuva único, elevam esses compromissos com a sociedade a um novo patamar. Esses compromissos estão intrinsecamente ligados ao nosso negócio, mas queremos levá-los também para o diálogo com os consumidores, por entender que as transformações almejadas não passam apenas pela atuação isolada da Coca-Cola Brasil, mas sim em sintonia com os esforços de toda a sociedade, incluindo parceiros e consumidores?, comenta o Vice-Presidente de Comunicação e Sustentabilidade da Coca-Cola Brasil, Marco Simões.

A plataforma Viva Positivamente fundamenta-se nos cinco pilares que integram a visão da empresa: performance, portifólio, planeta, pessoas e parceiros. A cada um deles correspondem metas e ações para o aprimoramento permanente e o crescimento sustentável do Sistema Coca-Cola Brasil. A partir da plataforma Viva Positivamente, a empresa quer fazer a diferença no mundo, transmitir otimismo e mostrar que a construção do futuro começa hoje, e que o ?nós?, toda a sociedade, é formada de vários ?eus?. Por isto, nessa jornada, todos - fornecedores, clientes, funcionários, fabricantes e parceiros - estarão engajados e serão chamados a colaborar.

O Viva Positivamente quer transformar a sociedade em outro aspecto também muito importante: no desenvolvimento sustentável das comunidades. O Sistema Coca-Cola Brasil continuará incrementando sua interação com as comunidades, buscando apoiar iniciativas positivas, que representem mais igualdade de oportunidades e inclusão social?, explica Marco Simões. Em relação à operação propriamente dita, Marco Simões acrescenta que a empresa possui globalmente metas aspiracionais importantes, como neutralizar o consumo de água e atingir 100% de reciclagem de embalagens. ?Para isto, temos na verdade ações em andamento há anos. O índice de uso de água da

Coca-Cola Brasil é uma referência no mundo, estando hoje em 2,10 litros por litro produzido, incluindo o litro que vai dentro da embalagem. Há 12 anos, este índice andava na casa de 5 litros. Apesar de ser um dos melhores do mundo, os investimentos em melhorias continuam e o progresso em direção à neutralidade é uma realidade. No Brasil, por exemplo, vários fabricantes já utilizam água da chuva nas suas operações e seguem nossa estratégia dos 3 ?Rs?: reduzir o consumo de água, reciclar a água consumida e repor às comunidades a água que utiliza?, comenta. Na área de embalagens, a Coca-Cola Brasil atua de forma direta, com uma série de iniciativas que já contribuíram para que o índice de reciclagem de latas se aproximasse de 100% e o de PET superasse 50%. Entre essas ações, destacam-se o programa Reciclou, Ganhou, desenvolvido desde 1996 pelos fabricantes do Sistema, junto com o Instituto Coca-Cola Brasil. O programa apóia 37 cooperativas e, desde seu surgimento, já reciclou 4 milhões de quilos de embalagens. Outra iniciativa é a parceria com o Wal- Mart, firmada em 2008, que prevê a instalação de estações coletoras de material reciclado em mais de 300 lojas da rede varejista, em todo o País. A Coca-Cola Brasil também liderou o debate para autorizar a implementação no Brasil do sistema bottle-to-bottle, que permitirá a produção de novas embalagens a partir do uso de resina de PET reciclada. Atualmente, o processo encontra-se na fase de homologação de fornecedores por parte da Anvisa. A expectativa é de que, já no primeiro ano após sua aprovação, o índice de reciclagens de garrafas PET no Brasil cresça 15%, aproximando a indústria da meta aspiracional de 100%. Em relação à energia, atualmente cada nova geladeira instalada em um ponto de venda em qualquer lugar do mundo consome de 30% a 50% menos energia que a geração anterior graças à instalação de um dispositivo patenteado pela empresa, que gerencia a energia de forma inteligente. Além disso, estão livres de gases que prejudiquem a camada de ozônio ou que aumentem o efeito estufa.

Programa de Valorização do Jovem

O Programa de Valorização do Jovem foi implantado em 1999, com o objetivo de reduzir a evasão escolar no ensino público fundamental. O Programa atende 4.800 alunos do Ensino Fundamental em nove estados brasileiros. Até hoje já foram beneficiados mais de 23 mil estudantes. A mecânica do programa prevê que, em cada escola associada ao programa, alunos do 6º ao 8º ano com grave risco de evasão atuem como monitores de estudo de alunos do 1º ao 4º ano, igualmente com dificuldades de aprendizado. A evasão escolar média dos participantes do programa é de 0,7% contra uma média nacional de cerca de 4% registrada pelo INEP - Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira.

Reciclou, Ganhou

Criado pela Coca-Cola Brasil em 1996, o Programa, operado em parceria com os fabricantes regionais autorizados, tem como foco principal o apoio material e técnico a cooperativas de catadores. O Reciclou, Ganhou apóia 37 cooperativas em 24 estados e a meta é chegar a todos os estados brasileiros até meados de 2009.

Desde 1996, o programa já reciclou 4 milhões de quilos de embalagens. Graças a iniciativas como esta, o Brasil é hoje o país com maior índice mundial de reciclagem de alumínio (96%) e um dos maiores em reciclagem de PET (51%).

Água das Florestas

Com foco na recuperação, proteção e manutenção de bacias hidrográficas através da recomposição florestal de áreas próximas a rios e lagos, o Programa Água das Florestas Tropicais Brasileiras é uma iniciativa do Instituto Coca-Cola Brasil que envolve a participação conjunta de vários setores da sociedade. O resultado é uma força multidisciplinar que soma conhecimentos, tecnologias e recursos, atuando sobre um determinado manancial de forma integrada às comunidades locais. Em sua fase inicial, o programa contempla uma bacia hidrográfica inteira com a preservação manancial da Bacia do rio Piraí. O projeto prevê o reflorestamento com cerca 3,3 milhões de mudas de espécies nativas em uma área 3.000 hectares em até cinco anos. O investimento estimado é de R$ 27 milhões.

Sistema Coca-Cola Brasil

O Sistema Coca-Cola Brasil, formado pela Coca-Cola e 16 grupos fabricantes brasileiros, além da Leão Junior, Del Valle e Minute Maid Mais, emprega diretamente mais de 34 mil funcionários, gerando indiretamente cerca de 310 mil empregos. O Sistema Coca-Cola Brasil investiu quase R$ 4 bilhões no Brasil nos últimos cinco anos e está presente em sete segmentos do setor de bebidas não-alcoólicas brasileiro ? águas, chás, refrigerantes, sucos, energéticos, hidrotônicos e lácteos, com uma linha que mais de 150 produtos, entre sabores regulares e versões de baixa caloria. Além de estar presente na vida de grande parte da população através de seus produtos, a Coca-Cola Brasil atua de forma responsável e ética, sempre buscando a sustentabilidade em seus negócios, que também beneficie a sociedade e preserve o meio ambiente. O Instituto Coca-Cola Brasil gerencia os programas educacionais e ambientais de perfil transformacional do Sistema Coca-Cola Brasil. Para saber mais, visite os sites www.institutococacola.org.br e www.cocacolabrasil.com.br.

Textual Serviços de Comunicação - Assessoria de Imprensa Coca-Cola Brasil

Andréa Rosa - Institucional e Responsabilidade Social
Tel.: (21) 2559-1441 / E-mail: androsa@la.ko.com

Raphael Costa ? Refrigerantes
Tel: (21) 2559-1646 / E-mail: rapcosta@la.ko.com

Juliana Leite ? Água, chás, sucos e energético
Tel.: (21) 2559-1319 / E-mail: jleite@la.ko.com

Rodrigo Mourão ? Coordenador
Tel.: (21) 2559-1159 / E-mail: rmourao@la.ko.com



Notícia publicada em 23/09/2008.








Copyright © - ABAS - Associação Brasileira de Águas Subterrâneas