As Matérias abaixo são fruto do trabalho da atual gestão da ABAS – Associação Brasileira de Aguas Subterrâneas, e demonstram que não se pode prejudicar indiscriminadamente usuários de poços, como a Indústria, Hospitais, Hoteis, Shopping Centers, Condomínios, Comércio, etc, e a Sociedade se mobilizará em defesa do se Constitucional Direito de Uso de Aguas Subterrâneas, que abastece 52% dos Municípios do Brasil e 49% de toda nossa população.

Geol. José Paulo Netto
Pres. da ABAS /CEO MAXIAGUA