Boletim Informativo da Associação Brasileira de Águas Subterrâneas Julho/2001 - Nº 116
   

ABAS

PRESIDENTE:
ERNANI FRANCISCO DA ROSA FILHO

1º Vice Presidente:
Mario Dame Wrege

2º Vice Presidente:
Maria de Fátima Guimarães Gouveia

Secretário Geral:
Uriel Duarte

Tesoureiro:
Joel Felipe Soares

Conselho Deliberativo:
Eduardo Dorneles Vieira
Geraldo Girão Nery
Humberto José T. R. Albuquerque
Waldir Duarte Costa Filho
João Manuel Filho
Lauro César Zanatta
Nelson Ellert

Ex- Presidente-Membros do Conselho Deliberativo:
Renato Della Togna - (78/80) (in memorian)
Euclides Cavallari - (81/82)
Carlos Eduardo Q. Giampá - (83/84)
Aldo da Cunha Rebouças - (85/86 e 93/94)
Antônio Tarcisio De Las Casas - (87/88)
Arnaldo Correia Ribeiro - (89/90)
Marcílio Tavares Nicolau - (91/92)
Waldir Duarte da Costa - (95/96)
João Carlos Simanke de Souza - (97/98)
Itabaraci N. Cavalcante - (99/2000)

Conselho Fiscal:
Maria Antonieta de Alcântara Mourão
Gerôncio Albuquerque Rocha
José Geraldo de Melo

ABAS - SEDE:
Av. Brigadeiro Luiz Antonio, 317 - Cj. 53
Cep: 01317-901 - São Paulo - SP
Tel.: (11) 3104-6412 - Fax: (11) 3104-3406
E-mail: abas@ruralsp.com.br

NÚCLEOS REGIONAIS:

NÚCLEO SUL - Arnoldo Giardini
Cx. Postal 202 - Cep: 95720-000
Garibaldi - RS
E-mail: abasrs@euler.unisinos.br
arnoldo@redesul.com.br

NÚCLEO SANTA CATARINA - João Batista Lins Coitinho
Rua Dom Jaime Câmara, 248 - Centro - Florianópolis - SC
Tel.: (48) 222-0755 - 266-8001
E-mail: jbcoitinho@uol.com.br

NÚCLEO PARANÁ - Carlos Eduardo Dorneles Vieira
Rua das Carmelitas, 1.745 - Boqueirão
Cep: 81650-060 - Curitiba - PR
Tel.: (41) 376-3438 - Fax: (41) 278-5527
E-mail: hidropel@terra.com.br

NÚCLEO RIO DE JANEIRO - Humberto José T. R.
de Albuquerque
Rua Buenos Aires, 40 - sala 706 - 7º andar -
Centro - Rio de Janeiro
Tel.: (21) 206-9662 - Ramal 706 contatos
com Andreia - CEP: 20070-020
E-mail: humberto@cprm.gov.br

NÚCLEO MINAS GERAIS - Celso de Oliveira Loureiro
Rua Mar de Espanha, 453 - 2º andar - CEP: 30330.220
Belo Horizonte - MG
Tel/Fax: (31) 3250-1632
E-mail: abasmg@gold.com.br

NÚCLEO BAHIA - Paulo Penalva dos Santos
Rua Altino Seberto de Barros, 295 - apto. 1004 -
Bairro Itaigara Cep: 41825-010
Salvador - BA
Tel.: (71) 359-1407
E-mail: grandser@svn.com.br

NÚCLEO CENTRO-OESTE - Maurício de Sant'ana Barros
Av. A, 333- Res. Georgia, apto. 404 Jd.Eldorado
Cep:78088-500 - Cuiabá - MT
Tel.: (65) 644-8275
E-mail: barrossm@ig.com.br

NÚCLEO CEARÁ

NÚCLEO PERNAMBUCO - Wilton Vianna
Barbosa Junior
Estrada do Arraial, 3824 - Bairro Casa Amarela -
Cep: 52070-000
Recife - PE - Tel.: (81) 3441-5477 - Ramal 239 -
Fax: (81) 3442-9712
(81) 3326-1065 - Cel. (81) 9977-5815
E-mail: inform@abaspe.org.br

NÚCLEO PARÁ - Wilson de Oliveira
Travessa Tiradentes, 663 - Reduto
Belém - PA - CEP: 66053-330 - Tel/Fax: (91) 241-8007
e 241-8800
E-mail: petem@ig.com.br

NÚCLEO AMAZONAS - José Bandeira de Mélo Júnior
Rua Costa Azevedo, 37 - Centro - Manaus
Amazonas - AM - Tel/Fax: (92) 622-8024 - 9112-3876
E-mail: bandeira@objetivomao.br

Com certeza, a essa altura, muitos leitores já comemoraram as metas atingidas quanto a redução de energia. E com certeza também já se alegraram com a economia realizada, cujo saldo deve ter engrossado o caixa. E nem doeu tanto assim, confirmando que é possível cortar custos, principalmente evitando desperdícios. E aí me surge uma frase que o Aldo sempre gosta de repetir: "que rico tem dinheiro para ganhar dinheiro e, que pobre tem dinheiro para gastar..." Infelizmente em nosso país, existe uma cultura burra do desperdício em várias áreas. No setor de perfuração de poços, por exemplo, tenho certeza que com uma boa análise de custos nas empresas, muito dinheiro, que hoje vai para o lixo ou para o bolso de alguém, ao contrário, iria reforçar o caixa da empresa. Por exemplo a questão dos gastos com propaganda, mais especificamente, aquelas veiculadas em listas telefônicas. Alguém que por acaso folheie com certa atenção, as páginas amarelas de uma lista telefônica, em qualquer estado que se vá, vai deparar com um setor específico, que com certeza está bamburrando. O setor de perfuração de poços lidera na compra dos espaços, para deleite das "Listel" da vida. Cada qual quer aparecer mais, e o vendedor já sabendo disto, já chega provocando a ciumeira, desafiando a vaidade dos concorrentes, que suam durante o ano inteiro arcando com a baita despesa, que geralmente vem descontada na conta de telefone. E, como se não bastasse, reparem nas estradas. Não sei em outros estados, mas no interior de São Paulo, o negócio de anúncios nas estradas é um filão pra ninguém botar defeito. E lá está o rico setor de perfuração, ostentando a sua "riqueza infinita". Será que essas despesas cabem nas planilhas de custos? Vale a pena repensar, principalmente quando os recursos financeiros já não são tão abundantes.
A matéria de capa desta edição aborda o profissional hidrogeólogo nos seus vários aspectos. O ABAS INFORMA, conversou com muitas universidades e empresas, e o resultado você confere nas páginas 12 e 13. Na minha opinião, puxando o assunto para o lado mais prático, o setor de perfuração estaria melhor atendido se o profissional com graduação em geologia tivesse o seguinte perfil:

1-Conhecimentos básicos de hidrogeologia, suficientes e necessários para executar uma boa locação no campo e uma boa interpretação dos testes de produção.
2-Conhecimentos práticos de perfuração, principalmente, o uso adequado dos equipamentos de perfuração (martelo, brocas, bit, "pull-down" e "pull-back") fluidos e insumos em geral.
3-Conhecimentos práticos em manutenção de equipamentos e veículos, visto que, em muitos casos os equipamentos (sonda, compressores, bombas de lama, etc ) representam 70% da produtividade da empresa de perfuração, e um dos itens mais caros na planilha de custos, não só pelos custos de manutenção, como também na imobilização realizada.
4-Conhecimentos práticos de gerenciamento de custos.
5-E, por último, mas não em importância, conhecimentos práticos de gerenciamento de pessoas.

Infelizmente, os cursos de geologia não têm condições de preparar este profissional com esta receita, pois o campo geológico é muito amplo.
Quem sabe consigamos, num futuro próximo, criar algum curso de especialização para a formação de um geólogo voltado para a produção de poços tubulares profundos, com todas as nuances que tal tarefa requer.
Para o empresário do setor, isto ainda é um sonho.Mas quem sabe.
Enquanto isto não acontece, boa leitura a todos, e até agosto.

Um abraço
José Roberto
Ribeiro

Coordenação:
José Roberto Ribeiro
Edição Geral:
José Roberto Ribeiro
Apolo Oliva Neto
Jornalista Responsável:
Wagner Sanches - MTB nº 29059
Diagramação:
Eliane F. Deliberali
Colaboração:
Aldo da Cunha Rebouças
Everton de Oliveira
Fernando Cordeiro
Ricardo Hirata
Michael W. Kohnke
Raimundo B. Medeiros

ABAS Informa é uma publicação mensal da
Associação Brasileira de Águas Subterrâneas
Tiragem: 5.000 exemplares
E-mail: abasinforma@abas.org
Tel/Fax: (19) 469-2849 e 3469-5819

As matérias e opiniões aqui publicadas são
de responsabilidade exclusiva de seus autores

 

"A Subseção Sudeste da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (ABES- MG) e o Departamento de Engenharia Agrícola da Universidade Federal de Viçosa (UFV) agradece o apoio na divulgação do I Encontro de Preservação de Mananciais da Zona da Mata Mineira".
Sandra Parreiras Pereira Fonseca - Pres. Centro de Referência Sudeste ABAS-MG

"Gostei muito da edição da matéria anterior (coluna Água & Mineração). Espero que os leitores tenham gostado!"
Antônio Carlos Bertachini - Minas Gerais

"Obrigada pela atenção e reprodução magnífica do material enviado". - Zeli Moraes - ABAS Núcleo Ceará

"Peço o envio de matérias do ABAS INFORMA para nossa página www.pacon.com.br. Estamos tendo um número relativamente bom de visitas e a nossa atualização será mensal".
Geólogo André Mauro Volpe - P.A.CON - Poços Artesianos Consultoria e Meio Ambiente

"Solicitamos a possibilidade de nos enviar por doação a publicação do ABAS INFORMA para o Instituto de Estudos Superiores da Amazônia - IESAM". -
Rosemarie de Almeida Costa - Bibliotecária - Belém/PA

"Bolivar Antunes, parabenizo-o através do jornal pela sua defesa de tese. Um abraço". -
Vera Braz - verabraz@ufpa.br

"Agradeço o envio sistemático do ABAS INFORMA e cumprimento, de forma especial, o Prof. Aldo Rebouças, pela interessante e oportuna coluna "Racionalizar para não racionar". Esse boletim, outrossim, tem sido de grande valia às minhas aulas, como também, aos alunos de forma geral. Parabéns". -
Ambrósio Bento G. Andrade - Pelotas/RS

Professor Ambrósio, a redação do ABAS INFORMA agradece o carinho e fica contente em poder auxiliar de
alguma forma com as suas aulas, seja através das matérias ou ilustrações.

"Colegas da ABAS, sou supervisor administrativo financeiro da Leão Poços de Chapecó, em Santa Catarina e estou cursando mestrado em Engenharia de Produção pela UFRGS. Estou em fase de dissertação e tenho grande interesse em fazê-la na área de custos. Se possível gostaria de receber informações sobre bibliografias a respeito e contatos que pudessem auxiliar na realização desse trabalho. Aproveito a oportunidade para parabenizar este excelente trabalho que é o Informativo ABAS." -
Ivan Rogerio Cominetti - Chapecó-SC

Ivan, o ABAS INFORMA deseja muito sucesso no seu curso de mestrado. Para colaborar com informações, os endereços eletrônicos de Ivan são cominett@desbrava.com.br e leao@leaopocos.com.br

"Solicito reportagem do Abas Informa, página 14 de junho de 2001 Nº, intitulada "Água Subterrânea Salva Cidades Cearenses do Colapso". -
Domicio Burmann - Secretaria dos Recursos Hídricos

"Solicito cadastramento do nosso e-mail para receber os seus informes via eletrônica".
Rita Redaelli - Associação Profissional de Geólogos do Estado do Rio de Janeiro

ERRATA
A Sidermetal, indústria de equipamentos para poços e bombas com energia solar, errou ao informar que as vazões da Bomba de Cavalete apresentadas no boletim 115 são possíveis por dia. Na verdade, as vazões são possíveis por hora.


Copyright - Associação Brasileira de Águas Subterrâneas
Todos os direitos reservados